14|05|2024

Biden aumenta tarifas sobre produtos chineses: o que isso significa?

Novas medidas visam proteger indústrias americanas, mas impactam importações de uma variedade de itens

O presidente Biden anunciou nesta terça-feira (14) uma medida importante que afeta diretamente as importações dos Estados Unidos, especialmente da China. Ele aumentou as tarifas sobre uma variedade de produtos chineses, totalizando cerca de US$ 18 bilhões. O objetivo declarado é proteger os empregos e as empresas americanas de práticas comerciais que considera injustas por parte da China.

Essas mudanças afetam uma gama diversificada de produtos, desde veículos elétricos até semicondutores e aço. Por exemplo, os impostos sobre veículos elétricos chineses agora serão 100%, um aumento significativo em relação aos 25% anteriores. Isso acontecerá ainda este ano.

Outros produtos, como baterias de íons de lítio para veículos elétricos, semicondutores e painéis solares, também terão aumentos significativos nas tarifas nos próximos anos. As tarifas sobre aço e alumínio chinês aumentarão para 25% ainda este ano, triplicando a taxa atual.

Além disso, itens médicos como seringas, agulhas, equipamentos de proteção individual (EPI) e luvas médicas enfrentarão aumentos substanciais nas tarifas. Por exemplo, as tarifas sobre luvas médicas de borracha aumentarão de 7,5% para 25% até 2026.

Essas medidas provocaram uma resposta da China, que expressou forte insatisfação e prometeu tomar medidas para proteger seus próprios interesses comerciais.


Compartilhe nas redes
Deixe seu comentário

dezessete − 6 =