Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura questiona a suspensão do serviço, afirmando que isso pode comprometer o funcionamento de seus associados

Está causando apreensão o anúncio da Prefeitura de Belo Horizonte de que fará manutenção no sistema BHISS Digital, a partir das 19h da próxima terça-feira (9) até à meia-noite do dia 14 (domingo). Isso porque, nesse período, as empresas credenciadas ficarão impossibilitadas de emitir, cancelar ou substituir notas fiscais eletrônicas de serviço (NFS-e).

De acordo com a presidente da Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura (AsBEA), Fernanda Basques Moura Quintão, a suspensão da emissão de notas é um desrespeito com a classe que emprega outras pessoas no município.

Suspender um sistema de emissão de notas por cinco dias é um dos problemas que enfrentamos. Ouvimos diariamente nossos gestores verbalizando que não estão interessados no que os empresários pensam. O que deduzimos é que não há qualquer interesse de desburocratizar e facilitar qualquer processo para o lado de quem emprega e gera impostos”, declarou. Para ela, muitas perguntas ainda estão sem respostas, e a PBH deve esclarecer melhor todo esse processo. “Muitas empresas só aceitam emissão de Nota Fiscal até o dia 15 de cada mês. Para isso, precisamos de uma aprovação de medição de serviço a ser faturado. Essa medição chega dias antes. Se não emitimos nota em um mês isso passa para o mês seguinte. Quem está podendo adiar em 30 dias qualquer pagamento? Como uma prefeitura do porte de Belo Horizonte fica sem receber nota fiscal por uma semana? Isso será divulgado para todos os consumidores? Ou ainda seremos responsabilizados por não conseguirmos emitir uma NF solicitada pelo cliente?”, questionou a presidente da AsBEA.

Suspensão 

Durante a manutenção no sistema BHISS Digital, segundo o comunicado da prefeitura, estarão suspensos os serviços de geração, substituição e cancelamento das notas, além dos sistemas de emissão de guias, atendimento eletrônico, geração e validação de procurações eletrônicas, cadastramento e outras atividades.
A PBH informa que as empresas que não puderem antecipar ou adiar o processo de geração das NFS-e deverão trabalhar no sistema de contingência, ou seja, emissão de documentos fiscais no formato convencional (em papel).

A emissão de guias para recolhimento do ISSQN também só retornará no dia 15 deste mês
.

Estado de Minas


Compartilhe nas redes
Deixe seu comentário

2 × dois =