O cerco continua se fechando cada vez mais… A Receita Federal pretende finalizar neste ano o projeto que cria a malha fina para pessoas jurídicas. Com o sistema informatizado pronto, será possível revisar de 20 mil a 30 mil declarações de empresas em um ano. Nesta segunda-feira (21), a Receita divulgou os números da fiscalização no ano passado e o resultado, sem a malha fina, foi recorde em lançamento de créditos tributários [valores supostamente devidos por contribuintes]. No total, foram R$ 115,8 bilhões, valor que supera em 5,6% os créditos tributários de 2011, conforme publicado na UOL Economia (leia).

A malha fina é um banco de dados usado para contribuintes pessoas físicas, no qual são armazenadas as declarações que apresentam inconsistências após os diversos cruzamentos realizados pelos sistemas informatizados do Fisco.

Os números da fiscalização em 2012 poderiam ser melhores também, se não fosse pelos cerca de 120 auditores que se aposentaram. Esse é o momento para se aposentar!

Em 2013, o auditor terá que tirar o atraso e dar contas das fiscalizações que deveriam ter ocorrido desde 2012. Coitadinhhos, receberão carga dobrada!

Será um período conturbado, e uma guerra de nervos, pois a cerca de 75% dos contribuintes questionam as autuações da Receita.

Das pessoas físicas fiscalizadas, as autuações se concentraram no proprietário ou dirigente de sociedades empresarias, além de profissionais liberais. Entre as pessoas jurídicas, as autuações se concentraram nos segmentos industriais, de prestação de serviços e comércio.

Leia mais sobre isso: Receita pretende implantar em 2013 sistema de malha fina para empresas

 

 

Veridiana Campioni

Bacharel em Ciências Contábeis, Administradora de Empresas com ênfase em Comércio Exterior, Contadora e sócia do grupo Skill há 20 anos.

 


Compartilhe nas redes
Deixe seu comentário

3 × um =