Agora que você leu a primeira parte Demonstração Combinada (Parte 1) – O que é?, você já sabe o que é. Hoje descubra quais são as principais diferenças entre as outras demonstrações. Análise é tudo neste nossa profissão!

Vamos esclarecer essa questão e deixar todos os profissionais preparados para identificar qual demonstração se aplica em determinada situação. Confira!

 

Demonstrações Consolidadas:tipos_de_demonstracoes

Entidades com controle comuns reunidas por um holding, exigidas por Lei e CPC 36.

 

Demonstrações Combinadas:

Entidades pertencentes ao mesmo grupo econômico mesmo que descentralizado. O objetivo desta demonstração é conforme propósito da Administração desde que tenha controle comum, buscando apresentar as informações como se as diversas entidades que estão sob controle comum fossem apenas uma única entidade.

 

Demonstrações Pro Forma:

Entidades não necessariamente pertencentes ao mesmo grupo econômico com finalidades específicas como aquisições, fusões e reestruturações, seguindo o CPC 06. Demonstra como as informações contábeis históricas teriam sido afetadas caso uma transação em particular tivesse sido concluída em um momento anterior.

Na próxima, e última parte falaremos da Elaboração das Demonstrações Combinadas, não perca!

 

Veridiana Campioni

Bacharel em Ciências Contábeis, Administradora de Empresas com ênfase em Comércio Exterior, Contadora e sócia do Grupo Skill há 20 anos.


Compartilhe nas redes
Deixe seu comentário

6 + 20 =