Dicas simples para conciliar a vida profissional e a vida pessoal


É essencial manter um equilíbrio entre todos os âmbitos de nossas vidas. Veja como!

Tem dificuldade em separar a vida profissional e a vida pessoal? Neste texto você vai entender porquê isso ablogskille e o que fazer para acabar com esse problema. 

O mercado de trabalho no Brasil está cada vez mais fechado e exigente. Além disso, a taxa de desemprego no País já chega a quase 12%, portanto, quem já possui uma colocação se preocupa muito em mantê-la e isso gera uma tensão muito grande na vida do trabalhador, que acaba por se entregar completamente a sua vida profissional.

Mas isso pode ser muito prejudicial. Ficar até mais tarde no escritório quase todos os dias, se esquecer de se alimentar e perder eventos importantes da família e de amigos por conta do excesso de horas de trabalho podem ser indícios de que você está se dedicando apenas a um setor de sua vida. Ao atingir o seu ápice, esse problema pode ser causador da síndrome de burnout, condição com número de casos crescente no mundo, e que é caracterizada como o esgotamento físico e mental causado pela “overdose” de trabalho.

Levar os problemas do ambiente de trabalho para a vida pessoal pode, inclusive, arruinar sua relação com pessoas queridas. Às vezes, o estresse trazido do horário de expediente faz com que ajamos de forma rude, ou com que não tenhamos mais ânimo para sair e ter momentos de lazer com essas pessoas, que passam a se sentir deixadas de lado.

Em alguns casos o oposto também pode ablogskiller. Existem indivíduos que acabam envolvendo questões de sua vida pessoal em sua vida profissional, deixando problemas particulares afetarem a sua produtividade ou expondo situações desnecessariamente.

Então o que fazer para equilibrar esses dois âmbitos tão importantes da vida? Aprenda com essas dicas simples:

Trace limites

Agora que você já se deu conta de que tem um problema, ficou mais fácil resolvê-lo. Então, a partir de hoje, trace limites para você mesmo. Ainda que precise ficar até um pouco além do fim do expediente no trabalho, defina um tempo máximo de permanência, deixe as obrigações incompletas para o dia seguinte e não crie o costume de levar tarefas para serem feitas em casa.

Entenda que ter um tempo para você e para o seu descanso é imprescindível e ajuda, até mesmo, em sua produtividade no dia seguinte.

Respeite os seus momentos de folga

O ambiente de trabalho está te estressando? Não deixe que isso piore ainda mais a situação interferindo também em sua vida pessoal. Após o expediente, busque se desligar do serviço e pratique uma atividade que te traga felicidade e relaxamento. 

Tenha momentos de ócio criativo

Lembre-se que você não é obrigado a ser produtivo em 100% do tempo de sua vida, permitir-se ficar sem fazer nada também é muito importante, isso traz reflexões que podem te ajudar mais tarde, no trabalho. Especialistas da sociologia chamam esse estado de “ócio criativo”.

Tenha um tempo para amigos e familiares

Na correria do cotidiano, dificilmente temos tempo para dedicar às pessoas que gostamos. Esse distanciamento faz mal para você e para elas, portanto, durante as férias e dias de folga, procure algo divertido para fazer em conjunto.

Permita-se errar e aprender

Muitos de nossos erros acabam formando a base de nossos conhecimentos. Por isso, segundo Diana Queiroz, gestora do setor de recursos humanos do Grupo Skill, não é necessário se sobrecarregar por medo de errar. “Lembre-se que ninguém é super-herói para dar conta de tudo”, ressalta.

Procure ajuda

No início desse texto, você viu que a sobrecarga psicológica pode acarretar problemas graves, por isso, não coloque a sua saúde mental em risco. Procure um psicólogo caso sinta que não está conseguindo lidar com isso sozinho e não tenha medo de demonstrar que não é forte o tempo todo.


Compartilhe nas redes
Deixe seu comentário

quatro × 2 =