Entenda a GNRE feita por operação no Triple One

Sua empresa tem operações de vendas para outros estados diferentes do estado em que ela está domiciliada? Então você precisa saber sobre a GNRE

Há um tempo, a Equipe SkillConsulting, a fábrica de software do Grupo Skill, fez a apresentação, em webinar, da funcionalidade da GNRE por operação, do Triple One, addon fiscal para SAP Business One. Então, decidimos fazer uma matéria para ajudar ainda mais com as informações desse tipo de documento e sua emissão.

Guia Nacional de Recolhimentos de Tributos Estaduais

Como o nome diz, a GNRE é um documento utilizado para recolher os tributos estaduais, basicamente o ICMS e suas derivações, como o ICMS-ST, FCP e DIFAL, em determinadas operações interestaduais. Mas vamos direto a um exemplo para deixar essa matéria bem prática!

Imagine que você tem uma fábrica de caixas de papelão, domiciliada no estado de São Paulo, e outra empresa, de Minas Gerais, fechou uma compra e pediu um lote de caixas para a sua empresa. Imagine que nessa operação, sua empresa localizada em São Paulo deva recolher o ICMS-ST para o Estado de Minas.

E Como Funciona?

Existem duas formas de emitir a GNRE, uma delas, é feita na apuração. A maior vantagem dessa forma, é que é possível fazer um recolhimento único, no entanto, é necessário ter a inscrição estadual de substituto tributário nos estados de destino das operações.

Voltando ao nosso exemplo, agora vamos imaginar que essa empresa de Minas Gerais gostou de seus produtos e ainda te indicou para outra empresa também de MG, o que lhe garantiu diversas vendas no mês. É ótimo! Então, para facilitar, você decidiu fazer a inscrição estadual como substituto tributário em MG o que lhe permite fazer um único documento para recolhimento no mês.

No entanto, é importante notar aqui que também passa a ser obrigatório o envio da GIA-ST. 

E Por Operação?

Já a geração da GNRE por operação é feita quando a empresa não tem a inscrição estadual no estado de destino.

Ao exemplo mais uma vez!

Em um terceiro momento da sua fábrica de caixas de papelão, apesar de realizar diversas vendas para o estado de MG, vamos imaginar, agora, que uma empresa de RS fez uma compra de suas caixas. Sem a inscrição estadual no estado do Rio Grande do Sul, sua empresa fica obrigada a emitir a GNRE por operação, ou seja, a cada nota emitida.

Ao utilizar o Triple One, sua empresa consegue emitir as guias por operação, ou seja, por NF-e emitida.

Observação: Existe uma particularidade nas vendas feitas para o estado de São Paulo que é a emissão de GNRE por aplicativo próprio. Isso impede por questões técnicas que a emissão de GNRE seja integrada no Triple One.

Equipe Skill