Começamos a identificar empresas de grande porte se movimentando, tranquilamente, para a realidade que é o eSocial.

Levantamento da PWC, com 48 companhias, apurou que 45% entendem que o seu RH será o mais afetado pela adoção do eSocial; e

Pesquisa da Hay Group, com 214 empresas, identifica que novo sistema é prioridade do RH.

Ouço comentários intrigantes: é hora do RH “arrumar a casa”, eSocial é preocupação do RH, novo sistema afeta apenas o RH, e por ai vai…

Será? O eSocial só impacta na área de RH?

Ressalto que existe uma confusão imensa sobre o conceito de RH – Recursos Humanos quando aplicado como setor, distorções com Departamento de Pessoal e Gestão de Pessoas. São conceitos complementares, mas totalmente distintos que são tratados como “a mesma coisa”.

O eSocial é uma realidade para a qual todas as empresas, independentemente de porte, precisam se preparar. Há interfaces com o Simples Nacional, MEI, ONGs, igrejas, enfim, mesmo empresas com pelo menos 1 funcionário também estarão obrigadas.

Trata-se de uma obrigatoriedade que faz parte do SPED, da Receita Federal, sendo assim, não compreende áreas específicas da organização e sim todas as suas respectivas operações.

Da contratação de profissional, execução do trabalho, momento de remunerar até a atuação principal da empresa, ou seja, o impacto não ficará no RH, DP, ou Gestão de Pessoas. Três exemplos de informações que serão verificadas pelo Fisco e que inibem a realização da atividade: conformidade da situação eleitoral do profissional; validade da carteira nacional de habilitação, necessidade de apresentar CPF do filho (a), ainda que bebê, ao pleitearem os benefícios, entre inúmeros outros que poderia mencionar.

Nossos especialistas recomendam que as empresas iniciem o quanto antes um saneamento em seus cadastros e mais detalhes sobre o eSocial podem ser encontrados em nosso blog.

Há muito trabalho pela frente para o atendimento desta obrigatoriedade. Como qualquer mudança traz resistência e por outro lado algum benefício, esta ajudará na qualidade, conformidade e consistência das informações que serão prestadas ao Fisco.

Finalizando, entenda RH como Recursos Humanos de uma organização, são as Pessoas que atuam em todas as áreas de uma organização.

É real o eSocial.

Viviam Regina Posterli

Administradora de Empresas e Secretária Executiva, Pós-graduada em Gestão Empresarial, MBA em Gestão e Desenvolvimento de Pessoas e MIT em Gestão de Tecnologia da Informação. Trajetória de 23 anos em Gestão Empresarial focando Processos, Pessoas e Tecnologia. Faz parte do Grupo SKILL há 18 anos, atualmente como CIO.


Compartilhe nas redes
Deixe seu comentário

treze + 8 =